.mais sobre mim

Envia-me um e-mail

.pesquisar

 

.posts recentes

. Garrano

. Urso pardo

. Hamster

. O coelho

. Os Golfinhos

. Carta ao Verdinho - Escol...

. PATO-REAL

. A LONTRA

. O GANSO

. Melro-metálico

.arquivos

. Junho 2012

. Maio 2012

. Março 2012

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

.tags

. todas as tags

.links

.subscrever feeds

|ESPAÇO CRIANÇA| |DICAS VERDES| |DIAS AMBIENTAIS| |ANIMAIS|

|PLANTAS| |AMBIENTE| |HISTÓRIAS E JOGOS| |SONDAGENS|
Terça-feira, 27 de Outubro de 2009

CORÇO

 

 

Nome comum:

Corço.
 
Nome científico:
Capreolus capreolus.
 
 Nome de família:
Cervídeo.
 
Grau de parentesco:
As populações de corços da Península Ibérica evidenciam diferenças de tamanho e peso em relação às do Norte e Centro da Europa. Geralmente são mais pequenas. Apenas os machos têm hastes que se começam a desenvolver pelos três meses de idade.
 
Nacionalidade:
Este cervídeo com maior distribuição na Europa, encontrando-se em países tão diferentes como a Noruega, Turquia, Inglaterra e Portugal. Ocupa a região Paleárctica do continente Euroasiático, com excepção das ilhas do Mediterrâneo e Irlanda. Está presente em quase todos os habitats naturais europeus, incluindo bosques de folhosas, coníferas, florestas mediterrâneas e campos agrícolas.
 
Morada:
Em Portugal, o corço distribui-se por serras situadas a norte do rio Douro e do Centro de Portugal. No Parque Biológico de Gaia (foto) há corços que os visitantes, se não forem barulhentos, conseguem ver. Como se reproduzem com alguma frequência, há um corço muito manso que deambula pelo Parque.
 
Habitats:
Aprecia sobretudo habitats do tipo "mosaico” cujas características apontam uma composição de áreas florestadas e áreas com estrato herbáceo ou arbustivo, alternadas com clareiras ou campos cultivados.
Apesar da preferência pelas manchas florestais em que encontra abrigo e alimento, o corço não perde a oportunidade de explorar igualmente o que a agricultura oferece. No caso, há fotógrafos de natureza que usam os pomares de cerejeiras para esperarem corços, que aparecem ao crepúsculo para comerem as que caem ao chão.
 
Comportamento:
Trata-se um herbívoro crepuscular, pelo que é mais fácil vê-lo ou ao alvorecer ou quando cai a noite. Animal discreto, tímido, usa a vegetação como cortinas que o fazem desaparecer.
 
Alimentação:
Nutre-se de uma grande variedade de plantas. Pode alimentar-se de centenas de espécies vegetais diferentes aproveitando os seus tecidos, inclusive os das raízes e das flores.
 
Biometria:
Comprimento - Cabeça-Corpo: 95 a 135 cm
Cauda - 2 a 4 cm;
Altura no garrote - 70 cm
Peso - 20 a 30 kg
Longevidade - 7 a 8 anos
Estatuto - Espécie protegida.
 
Conteúdo Desenvolvido por:
Parque Biológico de Gaia
http://www.parquebiologico.pt

 

tags:
publicado por verdinho_naturezabrincalhona às 11:14
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 20 de Outubro de 2009

B.I DO CAGÁDO- MEDITERRÂNICO

 

 

Figura 1 – Cágado-mediterrânico no Fluviário de Mora, por Paulo Juntas.
 
Nome comum: Cágado-mediterrânico, Cágado-do-mediterrâneo, Cágado, Cágado-de-pescoço-listrado.
 
Nome científico:Mauremys leprosa (Schweigger, 1812)
 
Nome de família:O cágado-mediterrânico é um réptil que pertence à família Emydidae, que engloba várias espécies de tartarugas que vivem em habitats terrestres, estuarinos, mas principalmente de água doce (dulciaquícolas). Muitas das espécies que pertencem a esta família são semi-aquáticas, e por isso, as suas patas possuem dedos bem delineados com garras - adapatação ao meio terrestre - mas também possuem membranas interdigitais mais ou menos desenvolvidas – adaptação ao meio aquático. Estudos recentes propõem uma alteração do nome de família de Emydidae para Geoemydidae.
 
Grau de parentesco:Todas as tartarugas possuem uma linhagem com mais de 200 milhões de anos, de acordo com os registos fósseis. Os antepassados mais antigos de que há registo são a Odontochelys – 220 milhões de anos - e a Proganochelys – com 210 milhões de anos, o que faz com que as tartarugas sejam mais antigas do que os crocodilos, cobras, lagartos, aves e mamíferos, pois as tartarugas surgiram na época dos primeiros dinossauros.
 

 

Figura 2 – a) Odontochelys por Arthur Weasley. b) Proganochelys por Claire Houck no American Museum of Natural History.

 
Porte:Raros são os cágados que não atingem cerca de 10cm de carapaça, sendo frequente medirem cerca de 18 - 25cm de carapaça. Existem, no entanto, registos de cágados de maiores dimensões, até cerca de 30cm de carapaça. Mas uma tartaruga verdadeiramente gigante viveu aproximadamente à 70 milhões de anos atrás, a Archelon.
 

 

Figura 3 Fóssil da Archelon por Frederic A. Lucas.

 
Nacionalidade:O cágado-mediterrânico apresenta uma distribuição geográfica pela Península Ibérica, alguns locais do Sul de França e Noroeste de África. Em Portugal, esta espécie apresenta uma distribuição praticamente contínua a Sul do rio Tejo, distribuindo-se ainda pelas zonas interiores do Norte e centro do país. Em geral, o cágado-mediterrânico apresenta uma distribuição geográfica distinta do cágado-de-carapaça-estriada (Emys orbicularis), embora viva em simpatria com essa espécie na Península Ibérica e Norte de África.
 
Morada:Os cágados são répteis semi-aquáticos, perfeitamente adaptados a diferentes habitats e por isso, é possível encontrá-los em ribeiras de montanha de fundo rochoso, ribeiros e charcos temporários, cursos de água de fundo arenoso ou lodoso, lagoas e tanques, entre outros. Quando as condições são excepcionalmente favoráveis podem mesmo ser encontrados em habitats estuarinos. Admiravelmente, muitos cágados conseguem habitar cursos de água em que os níveis de poluição já são elevados.
 
 
Ana Caramujo Marcelino Canas
Bióloga Marinha do Fluviário de Mora
 
 
Fluviário de Mora
Educação – Falas do Rio
Joaninha Duarte
Medrar na Ribeira Raia
 
Adaptado de:
A colecção BILHETES DE IDENTIDADE, de acordo com ideia original da Prof.ª Doutora Ana Paula Guimarães.
 
O conceito dos BI’s dos Animais foi-me apresentado pela Mestre Joaninha Duarte, a quem agradeço muito, devo a amizade e com quem partilho muitos momentos felizes.
                                                                                  Ana     
 
Bibliografia consultada:
Mathews, L. H., Carrington, R., Boorer, M., Oates, J. F., Scott, P., Neves, C. M. L. B., Vasconcelos, M. S., Animais da Terra – dos Pólos ao Equador, Selecções do Reader’s Digest, 2ª edição, Lisboa, 1975, p. 427
 
Araújo. P. R., Conhecer…os cágados, Antunes & Almícar, ICN, 1997, p. 6
 
J. M. Pargana, O.S. Paulo, E. G. Crespo, Anfíbios e Répteis do Parque Natural da Serra de S. Mamede, Parque Natural de S. Mamede/ICN, 2ª edição, Portalegre, 1998, p. 101
 
Bateman, G., Animais de todo o Mundo – Répteis e Anfíbios, Círculo de Leitores, Lda, Equinox – Oxford Ltd., 1986, p. 146
 

 

tags:
publicado por verdinho_naturezabrincalhona às 15:00
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 14 de Outubro de 2009

ATELIERS - Leiria

 

A Natureza Brincalhona propõe dois ateliers ambientais muito divertidos e educativos… As crianças darão “asas” à sua criatividade e ficarão a saber mais sobre a Natureza e no final levarão para casa as suas construções e brinquedos. Uma forma original e alegre de aprender!
 
Sábado - 31 de Outubro 2009
 
  • Brincar com a Energia
 
Neste atelier pretende-se sensibilizar as crianças para a importância das energias renováveis de uma forma educativa e divertida.
 
       - Construção de fornos solares;
- Construção de cata-ventos;
 
Preço:7,50 €
Idades das Crianças:dos 4 aos 10 anos
Duração:2 horas
Horário:10h às 12h
Local:Incubadora D. Dinis – Rua da Carvalha, Parceiros
 
Sábado - 07 de Novembro 2009
 
  • Fábrica de Brinquedos Reciclados
 
Um atelier onde as crianças irão construir brinquedos ecológicos e criativos acompanhados de postais com mensagens ambientais a partir de materiais comuns como garrafas PET, pacotes de leite, caixas de sapatos, entre outros.
 
Preço:7,50 €
Idades das Crianças:dos 4 aos 10 anos
Duração:2 horas
Horário:10h às 12h
Local:Incubadora D. Dinis – Rua da Carvalha, Parceiros
 
PREENCHA A FICHA DE INSCRIÇÃO, basta clicar aqui e fazer o donwload. Depois é só enviar para o e-mail: geral@natureza-brincalhona.pt.  DATA LIMITE DE INSCRIÇÕES DIA 27 DE OUTUBRO 2009
 
NOTA: Em ambos os ateliers o nº. mínimo de participantes é de 10 crianças. Todos os preços incluem o IVA. Todos os materiais estão incluídos.
 
Mais informações através do e-mail geral@natureza-brincalhona.pt ou do telefone 244 859 465.

 

publicado por verdinho_naturezabrincalhona às 10:20
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 9 de Outubro de 2009

Passatempo Tela Pinta Estrelas

 

Estamos a oferecer uma tela Pinta Estrelas. Sabias que no dia 4 de Outubro foi o dia do animal? Para te habilitares a ganhar esta bonita tela tens de escrever uma frase sobre o teu animal de estimação. Também podes enviar uma fotografia dele.

 
A resposta deve ser enviada para o e-mail do Verdinho verdinho@natureza-brincalhona.pt com o assunto “Passatempo Pinta Estrelas”, acompanhada de nome, idade, morada e a frase. Ganha a frase mais original. O vencedor será contactado por e-mail e o prémio será enviado para a morada indicada.
Para concorrer a este passatempo é necessário fazer um registo no site do Pinta Estrelas.
Características: - Pintada a óleo
                            - Tamanho 32 x 32 cm

Artista: Pinta Estrelas
 
O trabalho vencedor ser publicado no site da Natureza Brincalhona.
Este passatempo resulta de uma parceria entre a Natureza Brincalhona e o Pinta Estrelas.
Nota: O passatempo é dirigido a crianças entre os 4 e os 12 anos, com o apoio e conhecimento dos pais.
Será apenas considerada uma resposta por participante.
Este passatempo termina no dia 30 de Novembro de 2009
publicado por verdinho_naturezabrincalhona às 14:04
link do post | comentar | favorito